Indonesia, Malaysia · 9 Days · 7 Moments · March 2017

Viagem de José em Indonesia


31 March 2017

Chegamos. Pedimos um grab taxi. Nosso ape cheira a novo e tem uma vista noturna sensacional. Descansar para descobrir a cidade amanhã.
Pesquisamos em vários sites sobre como ir para Penang - uma ilha ao noroeste da Malásia conhecida por sua história, arte e algumas praias. Vimos uma boa opção para ir de ônibus. Pedimos um grab e fomos para a estação rodoviária. Estão brincando com nossa cara. Estação gigante com uns 4 andares e completamente climatizada. Dezenas de lojas, restaurantes e lanchonetes. Compramos nossa passagem para as 17h por 38 RM por pessoa. Preço bem razoável. Fizemos também a reserva de um apartamento pelo Airbnb por 115 reais/diária.
Acordei as 6h. Desci para conversar com Rachel e receber as orientações da casa e dos cachorros. Andamos por 15 minutos com eles pelo bairro enquanto ela me contava vários fatos interessantes. Primeiro que na Malásia o povo é predominantemente muçulmana. Eles acham que os cachorros são completamente imundos e que não são dignos de toca-los. Incrível como até mesmo um aluno e vizinho dela de 7 anos diz que não acredita como ela tem coragem de ter cachorros em casa e como consegue toca-los. Rachel me contou ainda que é americana de Ohio e que o namorado é iraquiano. Os iraquianos possuem muitas restrições de entrada em outros países. Chegamos em KL e não tínhamos ainda nenhum plano. Tínhamos vaga noção do que gostaríamos de visitar.

30 March 2017

Chegamos em Kuala Lumpur na Malásia. Eu e Joyce viemos em voos diferente de Renata pela Airasia porque o voo estava lotado. O voo de Renata atrasou 2 horas. Estávamos ansiosos pela nossa primeira experiência com Pet Sitters. Fomos super bem recebidos pela Rachel, Carlos e Julian, mesmo passando das 22h.

25 March 2017

Conhecemos um indonésio da região de Flores

23 March 2017

Ainda na entrada, muitos avisos sobre o que fazer e não fazer em relação aos macacos. Proteja bem todos os seus pertences e, de preferência, evite andar de óculos, boné, brincos, etc. Eu acabei fazendo uma coisa muito estúpida para tirar uma selfie. Estava sentado na mureta de proteção quando toquei bem de leve no pé do macaco e virei o rosto. Renata me disse que ele arreganhou os dentes, pulou em cima do meu braço e me deu uma dentada que furou a camisa e deixou uma cicatriz em meu antebraço. Pura estupidez minha.
O dia amanheceu ensolarado porém com uma névoa no horizonte como todos os dias anteriores. Resolvemos arriscar um passeio para o templo de Uluwatu onde dizem ter uma das mais bonitas vistas para o pôr-do-sol. O valor da uber custa 1/3 do valor de um táxi ou motorista local. Solicitamos um uber e fomos para Uluwatu. A ilha de Bali consegue nos enganar em relação ao seu tamanho. Parecia no mapa que estávamos tão perto, mas ele mostrava uma distância de 20 km. Somado às ruas estreitas e trânsito, levamos uma hora pra chegar lá a partir de nosso hotel em Nusa Dua. Um grande estacionamento, lojas e muito verde logo de cara. O motorista nos deixou na portaria principal, compramos nosso ticket, perguntaram se tínhamos interesse em assistir à apresentação de dança típica balinesa, nos deram o sarong e seguimos em direção ao templo. A descida com longos degraus de pedra cercado por uma mata bem fechada e muitos macacos pulando de um lado para outro.