Brazil, Paraguay, Argentina · 4 Days · 14 Moments · August 2017

Primeira trip sozinho: Foz do Iguaçu


3 September 2017

No domingo, fui conhecer a Usina Binacional de Itaipú, com varias opções de passeios da para passar um dia inteiro. Eu fiz a visita panorâmica e o pólo astronômico. Gostei bastante de ambos, muito bem estruturado e funcionários muito prestativos, fora as construções e paisagens que avistamos no caminho que são lindas.

2 September 2017

Seguindo meu roteiro, sábado foi dia de visitar a pequena cidade Puerto Iguazu, confesso que quando cheguei fiquei assustado, desci em um lugar bem feio, os comércios praticamente todos fechados e isso já era umas 10h da manhã. Aos poucos fui me localizando e os comércios abrindo. As principais lojas ficam na Avenida Brasil e ao seu redor, bem turístico. De lá fui caminhando até o Hito Tres Fronteras onde pude ver os rios dividindo Brasil, Paraguai e Argentina. Do Hito peguei um táxi até o Bar de gelo, isso era umas 14:00, a corrida ficou em 70 pesos argentinos, mais ou menos 14 reais. É interessante a experiência do bar de gelo, e pra quem gosta de bebida alcoólica deve ser ainda mais, o que não era o meu caso. O bar de gelo é um cômodo com a temperatura abaixo de -10° onde você pode consumir a vontade por 30 min. A entrada me custou 200 pesos argentinos. Do bar de gelo fui andando até o Duty Free, pra mim foi uma sensação ótima andar esses quase 8km ouvindo som alto na estrada.

1 September 2017

Hoje foi dia de conhecer o Paraguai, mais especificamente a Ciudad Del Este. Quando cheguei estava convicto de que não compraria nada, estava ali só pra conhecer a cidade. A tentação é gigante e pode fazer até pessoas como eu gastarem sem querer. Dizem que eu sou mão fechada mas apenas me acho econômico. Enfim, sobre a cidade achei um pouco feia, para quem é de São Paulo pode imaginar uma 25 de março com o Brás em formato de cidade, só que com muitos buracos na rua, o trânsito não tem organização nenhuma, não tem faixas de pedestres, não tem semáforos, veículos não respeitam os pedestres e nem a eles mesmos. Sobre as compras existem muitas opções, são centenas de lojas, barracas, galerias, tendas e o que mais você imaginar. Existem produtos baratos mas outros que você tem que pesquisar, porque pode ser que não valha a pena em comparação ao valor pago no Brasil.

31 August 2017

De noite tinha jogo da seleção brasileira e no hostel não tinha televisão, sai procurar um bar para assistir o jogo. Vi no Buteco do Pallazo, umas duas quadras do hostel, equipado com um telão e muitas opções de comidas e bebidas.
Sai do Parque das Aves já eram por volta das 15:30 e a fome bateu, como no trajeto entre o Parque e o hostel eu avistei um Shopping, resolvi pegar um ônibus de volta até lá. Comi um Subway (R$18) para matar a fome, descansei um pouco e parei na Ticket Loko e comprei meus ingressos para a Dreamland, com direito a entrada nas três atrações disponíveis no momento: Museu de cera, Mini mundo e Vale dos dinossauros. Comprei também a visita panorâmica da Usina Binacional de Itaipú. Esses dois ingressos ficaram R$ 65,40. Do shopping fiz uma caminhada de aproximadamente 2km até o hostel
Do Parque Nacional do Iguaçu fui andando até o Parque das Aves, eles ficam praticamente do lado, 5 minutos andando. A entrada do Parque das Aves é R$ 40 porém estudante paga meia. O Parque possui muitos tipos de Aves diferentes e te proporciona contato com diversos tipos delas, pois você entra literalmente junto com os animais. O ponto alto do Parque pra mim foi poder entrar em um viveiro de araras, muitas araras voando para lá e pra, andando do seu lado, paradas te olhando, são muitas é uma mais linda que a outra. Para finalizar, uma foto com uma na minha mão!
No Parque o movimento era tranquilo, tinham muitas pessoas mas fiz tudo sem fila. Comprei meu ingresso (R$38) e me dirigi ao ônibus que nos leva até a trilha das cataratas. Ao chegar na trilha já da para observar as dezenas de cachoeiras que o entorno possui, é mais de um quilômetro inteiro vendo muitas cachoeiras, é incrível e a visão vai ficando cada vez melhor conforme você vai chegando mais perto da passarela por cima do rio. Ao chegar na passarela tem a venda de capa para não se molhar, eu quis ir sem capa mesmo pois estava calor e já estava preparado para me molhar mesmo. Andando na passarela por cima do rio, sentindo a força da natureza, a quantidade de água que está ao seu redor é uma sensação única, não tem como descrever. Fiquei parado ali um tempo, admirando uma das 7 maravilhas naturais do mundo. Terminando a trilha, descansei um pouco em um espaço na parque com restaurante e lanchonete e peguei um ônibus de volta para a entrada do parque.
Após o café, hora de ir conhecer a estrela da viagem. As Cataratas do Iguaçu pelo lado brasileiro. Peguei o ônibus 120 (R$120) para ir ao parque também, e em 30 minutos cheguei, a gente desce na frente. Um fato curioso durante a viagem de ônibus foi esse índio com um arco e flecha na mão usando um New Balance hahah!
Acordando, hora de experimentar o café da manhã do hostel. Sinceramente, este é de longe o melhor café da manhã em hostel que já provei. Varias opções, tudo fresquinho.

30 August 2017

Chegou a hora de comer e perto do hostel achei um Food Park, um ambiente bem gostoso com alguns containers de comidas variadas: lanches, japonês, árabe, mexicana entre outras. Peguei um Beirute (R$18) que por sinal estava delicioso e um guaraná (R$ 5) para não perder a tradição.
O hostel fica em uma das principais avenidas de Foz do Iguaçu, e com um ponto de ônibus a duas quadras. Chegando no Tetris Container Hostel, fui bem atendido pela recepção, e as primeiras impressões que tive foi exatamente o que esperava, um ambiente alternativo, agradável e muitos gringos (de brasileiro que vi só tem eu e o cara da recepção). Escolhi um quarto compartilhado com 12 camas e um banheiro com dois chuveiros. O quarto por ser em um Container é quente, mas como de noite está fazendo um pouco de frio fica agradável. 7 diárias com café da manhã ficou R$ 289,90. O hostel possui uma piscina, café da manhã incluso das 8 às 10h e caipirinha grátis das 20 às 20h30.
Enfim em terra firme, hora de se deslocar até o hostel. Achei o Aeroporto de Foz do Iguaçu organizado, com um ponto de ônibus dentro peguei o TTU- Centro (120), custa R$ 3,45 e em 30 minutos cheguei ao Tetris Container Hostel.
E se eu disse que no aeroporto sempre parece a primeira vez, no avião não é diferente. Na hora da decolagem fico MUITO tenso, geralmente estou com alguém e me distraio com essa pessoa, o que não aconteceu desta vez e que pra ajudar uma mulher estava em pânico atrás de mim rs.
Primeira trip sozinho, fazia algum tempo que tinha vontade de fazer isso mas a insegurança, medo e até mesmo por opinões de outros a gente acaba adiando. Enfim, decidi ir sozinho e fui procurar um destino seguro para que eu pudesse começar essas minhas loucuras, decidi por Foz do Iguaçu, por ter vontade de conhecer umas das 7 maravilhas naturais do mundo e também a oportunidade de visitar um pouco da Argentina e Paraguai. Confesso que pensei que ficaria mais tenso, até agora estou tranquilo, normal ou a ficha ainda não caiu (baixei um aplicativo de viagens e praticamente estou anotando tudo que faço em tempo real, por isso se ver alguma coisa no presente não estranhe). Chegando no aeroporto pra mim é sempre a mesma história, não sei se com vocês é assim também, mas parece que é sempre a primeira vez que ando de avião, sem meio que saber direito o que tem pra fazer. E aqui começamos essa jornada!