Malaysia, Thailand · 27 Days · 54 Moments · March 2017

Malaysia - www.aventuramundo.com.br


26 April 2017

Top 5 Malásia - Interagir com as artes de rua em Penang - A caverna do templo principal em Batu Caves - A arquitetura, misturando prédios históricos e edifícios altos, modernos e de formatos dos mais diversos - Coffee on the table, um café que serve suas bebidas decoradas com bichinhos - night walking tour, que nos levou em diversos locais da cidade , com direito a conhecer comidinhas malaias no mercado noturno 5 fails na Malásia

25 April 2017

Ida para o aeroporto - O taxi para o terminal errado

24 April 2017

Pegamos um grab ate Titiwangsa, um parque bem local, cheio de bicicletas para aluguel! Famílias passeando e nada de chuva por ali. :) Andamos um pouco pelo parque, que tem um lago bonitinho e muitos banquinhos na beira. Encontramos um de frente para as Petronas e ficamos ali brincando de fotografar. Confesso que eu esperava um lugar diferente. pensei em um local alto, de onde tivesse uma vista bonita da cidade. Embora não fosse bem assim, era realmente legal ver a cidade de longe e o desenho de seus prédios altos e modernos. Uma KUALA Lumpur que nunca imaginávamos encontrar. Ficamos realmente impressionados com os prédios da cidade!
Hoje saímos para fazer nosso último passeio por Kuala Lumpur. Escolhemos ir até o parque LAKE Gardens, andar um pouco por lá e conhecer o jardim botânico e outras atrações por lá. Quando chegamos na estação que tínhamos que descer, o tempo estava super fechado. Resolvemos caminhar mesmo assim, afinal era nossa última chance de conhecer. Andamos até chegar no parque, mais uma vez a saída bem conturbada da estação - muitas saidas, passarelas e escadas. Conseguimos nos localizar e chegar até o parque. Paramos um pouquinho para fazer um lanche, sentamos num banquinho para comer. Foi quando a chuva começou. Corremos para um abrigo, onde ficavam também os banheiros e ficamos esperando a chuva passar. E que chuva! Ficamos por lá e quando a chuva diminuiu um pouco, resolvemos ir para outro local - um outro parque de onde se promete uma bela vista do skyline de Kuala Lumpur.

23 April 2017

Terminamos o passeio em frente à Merdeka square, onde no dia 24 será a coroação do novo rei. Infelizmente, não conseguimos colocar nosso nome na lista de convidados para a celebração 😭
Fomos ainsa a um cinema de filmes indianos, que segundo o guia as pessoas gostam de ir pois sempre tem danças sensuais - imagino como deve ser para um mulcumano algo como isso.
Durante o passeio, fomos a diferentes pontos do centro de Kuala Lumpur, sempre ouvindo um pouco sobre a sua história e tentando compreender um pouco mais a cidade. As muitas obras pelas quais passamos, são uma tentativa de criar uma selva dentro da cidade. Serão plantadas muitas árvores e estão sendo investidos milhões nesse projeto. A expectativa é de que em 3 anos anos a cidade seja diferente.

22 April 2017

Depois de todo mundo preencher as fichas, ganhamos um adesivinho e saímos para o tour. Começamos na torre do relógio, que marca o local onde a cidade de Kuala Lumpur começou. Vimos algumas fotos antigas do local. Seguimos para o local onde há o encontro dos dois rios, o local que deu origem ao nome da cidade. pelo que entendi Kuala significa encontro de rios. Lá, fica a Mesquita central de Kuala Lumpur. Andamos então em direção ao bairro indiano, onde pudemos experimentar uns docinhos de uma lojinha tradicional. Passamos em uma feirinha também. Ainda no mesmo bairro, uma Mesquita indiana, que foi a primeira da cidade. Fomos ainda a um dos 97 mercados noturnos. Segundo o guia, um dos melhores entre eles. Foi legal pois foi possível ser apresentado a diversas comidas locais, saber como são preparadas e prová - las. Claro que eu arrisquei poucas das opções! 😂
Hoje, eu e Reis fomos fazer um night walking tour, gratuito. Reis já havia feito um pela manhã. Fomos com a motinho da Rachel até o supermercado que fica próximo à Estação de trem, deixamos no estacionamento e de lá pegamos a linha Kelana Jaya para Masid Jamek. Da estação, demos uma volta pelo lado errado para chegar até o ponto de encontro. Chegamos no Arch Cafe onde eu tinha passado no meu passeio anterior. Entramos, recevemos uma ficha de inscrição para preencher. Encontramos a portuguesa Manoela, que Reis já tinha encontrado no tour da manhã.

20 April 2017

Central market, rua na lateral
Desci na estação Kuala lumpur para tentar ir na Merdeka square. A estação é super confusa! Saída para todos os lados. Cada uma saindo pra um lado do rio ou das largas avenidas. Como vi o mercado central, acabei descendo aqui mesmo.
Chegada em Batu Caves
Desci na estação KL Central para trocar de linha. O trem para Batur Caves passa exatamente na mesma plataforma que eu cheguei. Foi somente esperar. Mais uma vez, a área era somente dedicada a mulheres. Embora eu compreenda que motivos religiosos são fatores significativos para quem acredita neles, me perguntei várias vezes qual a necessidade disso. Por que uma área específica? Qual a necessidade de se manter longe dos homens? São monstros? É bem estranho para nossa cultura. Mas também, não posso querer compreender as necessidades de outra cultura se eu não pertenço a ela, não é?
Subi no trem e percebi alguns assentos somente para mulheres. Na verdade, depois notei que o existem fois vagoes inteiros exclusivos para mulheres.
Peguei o trem que fica na estação que não é elevada. Espera maior - cerca de 15 minutos. Comprei o token na maquina direto para Batur caves : 4,70. Havia a indicação de que os trens nos dois sentidos iriam passar na mesma plataforma. Achei estranho , mas desci. Quando cheguei na plataforma, fiquei muito desconfiada, pois só havia um par de trilhos! Ou seja , muito estranho passarem trens em sentidos diferentes - especialmente porque havia outra plataforma! Fui até uma plaquinha e havia a informação de que sairia um trem em cerca de 15 minutos. 3 minutos Antes, passaria o trem no sentido oposto. Pagar pra ver. As 11:14, Chegou o primeiro trem. Não era o meu. Um casal de turistas ao meu lado embarcou e eu fiquei um pouco apreensiva. Será que estão indo pra fora de a cidade? Ou será que erraram o trem? Ou eu que estou errada? Às 11:18, conforme a placa informava, o trem que eu esperava chegou, na plataforma correta. Senti um alívio. De certa forma, eu duvidava de que ele fosse chegar.

15 April 2017

Passeio por KLLC Hoje fomos dar uma volta no centro de Kuala Lumpur. Claro que precisávamos começar vendo as Petronas !

13 April 2017

Sunway mall Pirâmide Esfinge Luxo

7 April 2017

Hoje, quando acordamos a Rachel já havia saído para sua viagem. Na verdade, por volta das 5:30 da manhã, quando ela saiu, o Carlos começou a chorar, pedindo companhia. Apesar de passar boa parte do dia sozinho, ele se sente carente na hora de dormir. Julian também é muito carente e logo pulou na nossa cama. Tivemos que dar uma emourradinha nele pra achar lugar pra gente. 😂

6 April 2017

Estavamos trabalhando na sala e os cachorros iam e vinham latindo da cozinha várias vezes. Uma das vezes , Reis resolveu acompanhar para ver porque eles tanto latiam. Foi quando ele viu um ESQUILO. Já vimos esquilos antes em outros países que estivemos , mas sempre em parques. Nunca imaginei um esquilo em um local tão urbano como Kuala Lumpur. Gente, um esquilo entrou na nossa cozinha! Esquilos são muito rápidos e esse logo fugiu. Claro que não deu nem chance de pensarmos em foto. :(

5 April 2017

A Rachel é uma ótima pessoa e tem nos deixado super a vontade! Ela nos trata como se nós estivéssemos fazendo um grande sacrifício em ficar em sua casa e cuidar dos cachorros. Como se fosse um favor pra ela e nós não tivéssemos nos beneficiando também com essa hospedagem.

4 April 2017

Curiosidade sobre a Malásia (e Indonesia tb) Existe uma fruta chamada durian que é proibida em vários locais, devido ao seu forte cheiro. Não descobrimos exatamente qual é a fruta, mas parece jaca. Talvez seja alguma prima próxima.
Depois das compras, pegamos um Grab e fomos para a casa da Rachel. Enquanto estávamos pegando as compras no porta malas com ajuda do motorista, os cachorros foram nos receber lá fora. O motorista simplesmente congelou de medo. O problema é que o motorista muito provavelmente era muçulmano. Grande parte dos muçulmanos acredita que cachorros são animais sujos e que a sua presença afasta os anjos. Como a Rachel já havia nos alertado, demos um jeito de conter os cachorros para que eles não chegassem até o motorista. Assim que teve a chance, o motorista correu de volta para o carro e foi embora.
Fizemos check out no hotel, mas antes aproveitamos para encher nossas garrafinhas de água no filtro. Recebemos de volta os 50 MYR que deixamos de depósito caução. Saímos em direção ao Kontar, demos sorte de conseguir um ônibus saindo direito de lá, então caminhamos por uns 5 minutos. Paramos na Starbucks para tomar um café e comer croissant. Subimos no ônibus - confortável, somente 3 cadeiras por fileira. Dessa vez, conseguimos sentar lado a lado. Mais uma vez, o frio estava intenso. Uma curiosidade sobre os ônibus da Malásia é que eles não tem banheiro. Mesmo para uma viagem de 6h de duração. No meio do caminho, o ônibus para em um banheiro público.

3 April 2017

Depois de visitar os templos, pegamos um Grab para o hotel, para descansarmos um pouco e refrescarmos do calor.
Em frente à esse templo budista principal, havia um outro templo, um pouco menor e diferente. Nesse, havia um monge "abençoando" as pessoas que assim desejassem. Algo bem único. Nesse templo também havia diferentes locais para pedir doações. Quando estávamos saindo, um segundo indiano nos parou para tirar uma foto. 😂
Chegamos no templo do Buda reclinado e e eu fiquei impressionada. Tudo brilhava. Muito amarelo, vermelho e dourado. Muitas cores. Muitos mosaicos. A aparência externa já é linda. Deixamos os sapatos na porta e, Quando entramos, ficamos impressionados com o tamanho do Buda. Gigante. Tanto que foi difícil tirar uma foto do Buda inteiro. Andamos pelo templo, apreciando os detalhes. Atrás do Buda, vimos vários vasos, contendo cinzas de pessoas que viveram muito tempo atrás. Muitos nascidos em 1880 e anos próximos. Em cada vaso, a data de nascimento e morte, tanto no calendário ocidental, como no calendário chinês - "décimo quinto dia da quinta lua". Um ambiente muito bonito. Havia muitos chineses,prestando homenagens. Eles sacodem um incenso em frente às imagens e depois os coloca num jarro Também muitas estátuas de Buda, cada uma representando um ano chinês - cavalo, rato, porco... Gostei muito. Dentro do templo, mais uma vez fomos assediados para fotos. Dessa vez, foi um indiano.
Hoje pela manhã, fomos visitar o templo budista, famoso por ter o terceiro maior Buda deitado do mundo. Como ontem demos uma olhada nas nossas contas e vimos que já gastamos muito nesses primeiros dias de abril, resolvemos ir andando. Era uma distância razoável, mas estávamos descansados e iríamos passeando pela cidade. Passamos pela parte histórica pois nosso hotel fixava lá dentro, mas logo saímos da região. Andamos por uma região residencial bem rica, provavelmente um bairro de estrangeiros. Notei que os empreendimentos mais luxuosos todos tem anúncio em inglês. Só que andamos, andamos e andamos e não chegávamos nunca. O sol já estava escaldante. Depois de um tempo, finalmente avistamos o que deveria ser um templo busdista - uma torre dourada um pouco mais a frente. Só que qiando chegamos, logo pela fachada vi que não era o templo que procurávamos. Foi quando percebemos que marcamos o ponto errado no mapa. Por sorte, o outro templo não ficava muito distante.

2 April 2017

Coffee on the table
Igreja católica
Templo chinês
Mesquita muçulmana

1 April 2017

Hoje passeamos por George Town, a região histórica de Penang. Curtimos muito passear pela Armênia Street e brincar de interagir com as pinturas de rua.

31 March 2017

Nosso ônibus saiu pontualmente. Pegamos bastante trânsito
Chuva Macarrão no restaurante de frango Pessoas comendo com a mão
Ao chegarmos no terminal tivemos um grande impacto - todas as pessoas e, principalmente as mulheres, estavam muito vestidas. Imediatamente, nos sentimos desconfortáveis com as roupas que usávamos - short e camiseta. Mesmo em um lugar como aquele, uma rodoviaria gigante que atende praticamente o país inteiro, apenas alguns poucos turistas não seguiam o dresscode muçulmanos.
Acordei por volta de 8:30, depois de uma noite de sono pesado. Rachel já havia ido trabalhar e Reis já tinha voltado das compras para o café da manhã. Tivemos ovos, pão, café e achocolatado. Em seguida, fomos pesquisar como ir para Penang, uma ilha na costa oeste, ao norte de KL. Das várias opções, decidimos ir até o TBS para pegar um ônibus. Para o terminal, teríamos que pegar dois ônibus e andar cerca de 25 minutos até a parada. Por isso, acabamos indo mesmo de Grab. O terminal era realmente bem distante. No caminho, notamos uma névoa, parecida com poluição no céu. o motorista disse que era uma fumaça, vinda das queimadas que ocorrem na Indonésia, após a época das colheitas.

30 March 2017

Chegamos à casa da Rachel, onde deixaremos nossa bagagem por alguns dias para viajar pela Malásia. Depois, voltaremos para a casa, onde ficaremos por 20 dias, cuidando de Julian e Carlos, os dois cachorros da casa enquanto ela viaja para o Egito. Recebemos dois quartos, cada um com uma cama de casal e um banheiro compartilhado entre eles. A Rachel nos deu algumas instruções básicas sobre a casa, mas disse que precisava muito dormir pois acordaria muito cedo no dia seguinte.
Pedimos um carro pelo aplicativo Grab (similar ao Uber) e nosso carro não demorou muito a chegar. O aeroporto fica bem afastado da cidade e por isso levamos cerca de uma hora para chegar na casa da Rachel, que mora em Subang Jaya. A corrida deu Xxxxx. Durante o trajeto, nossa primeira impressão sobre KL foi de uma cidade enorme, como São Paulo. Ficamos bem impressionados. Embora seja compreensivel, uma vez que é a capital do país, esperávamos algo bem menor.
Depois de 8 horas desde que deixamos o hotel, finalmente cheguei na Malásia. Na imigração, o oficial mal me deu boa noite. Simplesmente carimbou meu passaporte com permissão de estadia de 90 dias. Consegui utilizar o wifi gratuito do aeroporto e falar com Reis, que já estava me esperando em frente ao meu portão de desembarque. Peguei minha mala na esteira - foi uma das primeiras! - e saí. Eles me esperavam com um sanduíche de Bacon do Burger King. 😍