Brazil · 206 Days · 23 Moments · March 2017

Tour por Cachoeiro de Itapem


12 October 2017

Hoje visitei a exposição de artes do Fibria, empresa responsável por reflorestar a mata Atlântica. Reencontrei uma antiga amiga do pré curso e assisti um vídeo sobre produção de celulose.

5 October 2017

Essa foi uma das minha paradas que eu mais apreciei, fui uns dois dias atrás e retornei hoje para rever as pinturas. Os moveis e utensílios da época eram muito bonitos e de excelente qualidade.
“Rubem e seus amigos artistas”, exibe reproduções de desenhos e quadros dedicados a Rubem ou criados como ilustrações de suas crônicas. São imagens de Djanira, Di Cavalcanti, Caymmi e Portinari.
“Minha cidade, minha casa” traz 132 peças do ambiente original, das luminárias e talheres até cadeiras de balanço e máquinas de escrever e de costura, além do dormitório completo. Os objetos e móveis permanecem sob contrato de comodato entre a prefeitura de Cachoeiro e a família Braga de Abreu – a maioria pertenceu a Anna Graça, pintora, falecida quatro anos atrás, aos 91 anos.
Rubem Braga deixou muitas obras em vida, livros e crônicas, recebeu muitas homenagens e prêmios, até selo foram lançados em sua homenagem.
Muitos moveis da casa estão intactos, todos foram doados para o museu, inclusive um jogo de louça de porcelana e talheres de prata de excelente qualidade. Fotos da família também se encontram na casa.
Fachada da Casa dos Braga recém reformada. Antes era a biblioteca local, hoje, um memorial em homenagem a Newton e Ruben Braga que moravam com a família na casa. Nessa casa morou Francisco de Carvalho Braga, coronel e primeiro prefeito de Cachoeiro.

24 September 2017

No ano de 1882, o Capitão Francisco de Souza Monteiro, residente em Monte Líbano e pai do presidente Jerônimo Monteiro, e do primeiro Bispo nascido no Espírito Santo, D. Fernando de Souza Monteiro, tomou nova iniciativa e fez erguer, naquele local, a Igreja que recebeu a denominação de Senhor dos Passos e que assim permanece até os dias de hoje.
Esse tour me faz pensar que é possível encontrar beleza em Cachoeiro de Itapemirim, e que vale a pena ter orgulho dessa cidade.
Essa passarela também é um ponto que em minha opinião merece atenção, embora o projeto de plantio de árvores não fora concretizado.
O rio Itapemirim é um curso de água, resultado da fusão de dois braços, o Direito, que nasce em Muniz Freire e o Esquerdo, que nasce em Ibitirama, na serra do Caparaó ,e tem como maior afluente o Rio Castelo, e que desagua no oceano Atlântico, na altura de Marataízes, no estado do Espírito Santo, Brasil. Esse é o rio que dá nome a cidade!!
Alguns monumentos de pessoas importantes para Cachoeiro e para o ES, como Rubem Braga, o presidente ES Jerônimo Monteiro é o primeiro bispo da diocese da cidade, Dom Luiz Gonzaga. Infelizmente o sol estava forte e não pude tirar muitas fotos minhas.
A praça é para mim o ponto mais belo da cidade, rodeado de palmeiras imperiais e perfeito para encontrar os amigos e reunir a família, embora esteja muitas vezes manchada por projetos de hippies. Alguns jovens vem aqui para andar de skate e de bicicleta. Agora mesmo há um culto ao ar livre, é a noite já vi algumas famílias reunidas... drogados também. Mas de manhã, é um local perfeito para esquecer das preocupações.
Graças a Deus o chafariz voltou a funcionar, embora alguns ignorantes insistem em usá-lo de má fé.
Em frente ao Palácio Bernafino Monteiro, antes uma escola, agora sede da prefeitura da cidade. Local onde é mostrado algumas exposições vez ou outra, a última em que fui, muito simples, sobre uma femiranga que morou aqui há cem anos e foi morta por pescadores.
Ainda vou tirar um dia para retornar aqui e ler um livro.
A Praça de Fátima me trás ótimas lembranças dos meus tempos de infância, era aqui que eu vinha com minhas primas e passava a tarde no balanço e escorrega (infelizmente cresci com o medo da gangorra). Hoje, ela parece largada no tempo, embora ainda se vê algumas famílias com suas crianças, ou talvez é porque eu vim com o sol a mil graus. Kkk Lembro-me de comprar bombinhas e sair estourando por aí, ou comprar pipoca e alimentar as pombas e sair correndo atrás delas. O local possui uma área de lazer para skatistas, muitas árvores e um playground para crianças. Quando não há sol e tem umas sombras costuma ser bem refrescante. Há também uma pequena academia pública que não me lembro de vê-la funcionar. O que me conforta, é ver crianças ainda brincando por aqui, isso me faz ter esperança nas gerações futuras.
Vista do Pico do Itabira e da Ponte de Ferro (construída a princípio por conta da ferrovia que outrora passava por aqui), o rio está novamente abaixo do nível, infelizmente. Há aqueles que se arriscam pescando por aqui, algo que eu não faria.
De frente a Ig. N.S da Consolação
A Catedral Nossa Senhora da Consolação possui uma bela arquitetura com uma fachada azul, alguns bancos com arvores e uma cantina. Há um monumento de uma cruz entre duas mãos, embora boa parte dela tapada por uma das árvores e meio esquecida.

20 September 2017

Para os mais antigos e nostálgicos esse é um local de muita importância, pois é onde nasceu e morou Roberto Carlos, renomado cantor brasileiro que fizera muito sucesso, e ainda o faz para seus fãs. Um senhor que atende o local me explicou um pouco de sua trajetória, sendo também muito atencioso. Foi nesse dia em que eu descobri que um Flamboyant vive apenas 15 anos e o que havia plantado na casa era um outro, que diga-se de passagem já está na hora de cortar. Kk

30 March 2017

O local deixa a desejar devido a uns trombadinhas que ficam por aqui a noite e as vezes durante o dia, a exposição não apresenta muita coisa, além de umas fotos, quadros e peças antigas do trem, mas ao menos da ultima vez que vim, ainda essa semana, a atendente local mostrou-se prestativa em explicar tudo o que havia no museu e como as coisas eram naquela época. Por isso acredito que valha a pena visitar o local.

21 March 2017

Exposição no Palacio Bernardino Monteiro em homenagem a Luz Del Fuego: Primeira femiranga na nascer em Cachoeiro, foi internada umas duas ou três vezes e tinha mania de desfilar pelada enrolada em gibóias.